Media  |
Fale  |

Brinquedos
Master

“Um desafio à sua inteligência. O melhor jogo de sociedade dos últimos tempos...”. Com esse slogan, a Grow acertou em cheio ao lançar em 1982 este sensacional jogo de perguntas que reunia a família e os amigos. Embalado por programas de perguntas que faziam sucesso em outros países e o recém-lançado “Quem sabe, sabe” da TV Cultura, apresentado pelo Walmor Chagas, um excelente e famoso programa de perguntas, “Master” fez sucesso absoluto na época e nos anos seguintes, pois, além de envolver habilidades como inteligência e conhecimento, foi o primeiro jogo de trivia a ser lançado no Brasil.

Com seu sucesso garantido, “Master” teve várias versões lançadas posteriormente como o “Master Júnior” (jogo para jovens de até 14 anos e que consistia em perguntas de 6 categorias diferentes), o “Master Esportes” (jogo que envolvia perguntas sobre competições como as Olimpíadas, Copa do Mundo, Esportes a motor e variedades) e o “Super Master” (com 12 mil perguntas divididas em 24 categorias).

Particularmente, considero o Master como um dos jogos mais inteligentes já feitos, pois o jogador tinha a possibilidade de se aprofundar em perguntas como História, Geografia e Esportes até temas mais difíceis como Artes e História Natural.

Em seus anos de sucesso no Brasil, “Master” teve 3 edições no total, que foram lançadas trazendo um número maior de perguntas em suas edições. Irei descrever bem resumidamente um pouco sobre essas edições e as regras básicas de como o pessoal jogava:

A primeira edição de “Master” foi lançada com um total de 5445 perguntas diferentes divididas em nove categorias: Geografia, História Natural, Variedades, Artes, Cotidiano, Ciências, Entretenimento, Esportes e História. Com um tabuleiro incluso, era necessário que os jogadores respondessem às perguntas e acertassem para que pudessem movimentar as suas fichas, sendo vencedor quem acertasse o maior número de perguntas possíveis. Possuía 4 formas de se jogar: a 1ª utilizava o tabuleiro e vencia quem conseguisse chegar com as suas fichas no centro do tabuleiro, após acertar as perguntas sobre um determinado assunto. Na 2ª forma, utilizava-se o bloco de anotações com os assuntos e quem conseguisse o maior número de pontos somados ao final de nove rodadas, vencia o jogo. O detalhe é que a pergunta era direcionada ao jogador à esquerda e assim sucessivamente.

Na 3ª forma, 4 cartas de assuntos eram distribuídas para cada jogador, o qual deveria responder sobre o assunto determinado. Vencia quem acertasse a quantidade determinada de assuntos. Na 4ª forma, as fichas eram colocadas na mesa e deveria ser feita uma pergunta sobre qualquer assunto ao jogador à esquerda. Se acertasse, o jogador ficaria com a ficha e vencia quem conseguisse 4 fichas primeiro.

Com o sucesso da primeira edição, a Grow lançou no início da década de 90 o Master Segunda Edição, atualizando principalmente as perguntas, já que algumas se referiam a temas da atualidade. Alguns detalhes também mudaram, como o novo tabuleiro em formato de espiral e a 4ª forma de jogar, que foi abolida e substituída por uma forma em que as cartas de assunto ficavam sobre a mesa e cada um virava uma carta, vencendo quem respondesse primeiro três perguntas sobre um mesmo assunto.

Após alguns anos, mais precisamente em 2002, a Grow resolveu lançar a terceira edição e que seria, infelizmente, a última de uma série de sucesso. Lançado com 5445 perguntas totalmente novas e atualizadas, esta edição trouxe as mesmas regras da 2ª Edição, alterando apenas o desenho do tabuleiro, contando agora com um triângulo central. Houve também nesta mesma época o lançamento de uma nova versão do Master Júnior para até 4 jogadores, com 2 mil perguntas.

A Grow lançou em 2007 a última versão do Master em parceria com um jornal. Era na verdade uma versão Mini para até 4 jogadores e com apenas 495 perguntas, num tamanho reduzido. A forma de se jogar consistia que o jogador utilizaria somente uma cartela, respondendo a perguntas de assuntos diferentes, movendo a ficha pelas nove casas do tabuleiro. Ao final das nove perguntas, o jogador que tivesse movido a sua ficha mais longe, venceria o jogo.

Infelizmente nessa época, a Grow resolveu não lançar novas versões do “Master” devido a ter licenciado o “Trivial Pursuit”, o jogo de trivia mais famoso dos Estados Unidos, um jogo bem diferente do Master embora tivesse o mesmo princípio, que era de perguntar e responder sobre um determinado assunto.

A Grow chegou a lançar as edições “Trivial Pursuit Master” e o “Trivial Pursuit Edição Família”, onde as perguntas eram divididas entre adultos e crianças, podendo todos participar do jogo. Acontece que há alguns anos atrás, a Hasbro, detentora dos direitos de fabricação do “Trivial Pursuit”, vendo que os jogos foram sucesso de vendas, resolveu somente ela fabricar o jogo no Brasil, revogando o direito da Grow de vendê-la. Para não ficar sem jogo de Trívia, a Grow resolveu lançar recentemente um jogo de perguntas e respostas chamado Quest, com regras bem diferentes do Master. Uma curiosidade é que foi lançado recentemente também o jogo “Quest Júnior” com as mesmas regras da segunda edição do “Master Júnior”.

Como todos puderam ver, o jogo “Master” marcou de uma maneira enorme a uma geração. Muitos jogavam e aprendiam com os diversos assuntos que trazia. Quem sabe com essa onda de jogos dos anos 80 voltando às prateleiras, a Grow decida relançar o jogo “Master” para o delírio de todos os fãs que assim como eu, jogaram muito e ainda jogam (como é o meu caso) este excelente jogo.


Reynaldo Rivero