desenhos.gif

Ligeirinho

Arriba, Arriba, Arriba, quem não se lembra do rato mais rápido do México? Speedy Gonzáles ou somente Gonzáles como todos sabem é o rato mais rápido de todo o México, tem como principal característica correr, correr e correr, mas alem disso como ele é mexicano não poderia faltar seu sotaque mexicano clássico ,vestido como um verdadeiro mexicano, tinha a sombrera amarela, camisas e calças brancas.

Com a sua estréia em 1953, muito antes da imigração dos latinos aos EUA, não foi um dos melhores, dirigido por Robert Mckimson o desenho não emplacou, pois foi considerado fraco pela mídia da época somente em 1955, com uma segunda roupagem que é aquela que todos nós conhecemos idealizado por Friz Freleng e pelo animador Hawley Patt foi um sucesso, porque nessa segunda roupagem foi onde apareceu Sylvester conhecido como Frajola, foi caracterizado como um dos principais inimigos de ligeirinho, mas como todos sabem esse não era o seu pior inimigo e sim Piu-Piu, e tendo Patolino protagonizando como seu inimigo em muitos desenhos, isso a partir de 1960, mas como todos sabem os dois são ótimos chegando a roubar a cena mais que o próprio Ligeirinho.


Falando um pouco mais de historia do desenho que tem muito a ver com o com Papa-Léguas e Coyote que eram muito aproveitados na época porque nos anos 60 os EUA passavam por uma época de vacas magras e isso foi muito bem aproveitado porque era uma fórmula muito fácil de fazer desenhos e na época os roteiristas de ponta da Warner Michael Maltese e Warren Foster já tinham contrato assinado com a Hanna – Barbera (Flinstones, Scooby Doo entre outros) e diria se que o desenho ficou enfraquecido mas o mesmo faz sucesso até hoje, passando por altos e baixos.

Lembrando que esse desenho passou muito nos anos 80, fazendo parte da infância nas manhãs da emissora SBT, ele era muito esperto, muito veloz, e sempre estava de bem com a vida cantando suas canções, criado pelos Estúdios da Warner Brothers.

Apesar de ser pequenino era muito corajoso e fazia qualquer coisa por um pedaço de queijo. Quando saia em disparada sempre falava a frase: Arriba, Arriba!Andale, Andale, Andale (Cortesia de Mel Blanc, que assina em Pernalonga e Patolino).


Mesmo sendo sempre muito alegre e disposto a ajudar seus amigos ratos a escapar dos gatos e de algumas encrencas, ele tinha alguns amigos que não o viam como um camarada, como o famoso Patolino, em alguns desenhos que os dois se encontram, e Patolino como citado acima tenta de qualquer maneira se livrar do Ligeirinho, mas sempre se da mal, como, por exemplo, no episódio Um Grito no fundo, que por diversas vezes Patolino tenta acabar com o ratinho, mas como ele é muito esperto, o pato se convence que às vezes se unir é a melhor saída.

E ainda tem o episódio que para mim é um dos melhores é quando Ligeirinho está dando uma festa para seus amigos ratos e Patolino trabalhava em uma loja de discos e claro que ele sabia da existência do pequeno ratinho, mas para essa festa rolar precisava de música e logo som estava em um dos vinis que tinham na loja e Ligeirinho como era o anfitrião dessa festa ele precisava sempre ir colocar o som para tocar em umas das vitrolas e Patolino e sempre Ligeirinho ia ligar o som e Patolino sempre desligava o som e seus amigos faziam “Ahhhhhhh... essa festa está chata vamos embora” e para não deixar isso acontecer ele sempre ia ligar o som e Patolino desligava e nem preciso falar o resto, Ligeirinho deixava – o louco e ver o Patolino doido de raiva é sempre muito engraçado, vide os desenhos que ele atua com Pernalonga que são piores ainda, porque o Pernalonga deixava o Patolino mais louco do que o próprio Ligeirinho


Outro que não é muito amigo do Ratinho é o Frajola, como citado acima ele que mesmo morando com a vovó e sempre muito bem tratado, persegue o pobre do ratinho, é claro que é mais por birra do que pela fome, diferente da sua rivalidade com o Piu – Piu que o mesmo queria comer o pobre passarinho, instinto do gato claro.




E alguns episódios em que os dois se encontram se passam numa velha fábrica de queijo no México, onde Ligeirinho deixa o gatinho maluco, querendo pegar os queijo, porque claro o ratinho fazia tudo por um bom pedaço de queijo e muitos faziam analogias com o desenho de Tom e Jerry, particularmente mais pela rivalidade de gato e rato do que outra coisa.
Em 1989, o ratinho junto com Patolino fazem uma participação no filme uma cilada para Roger Rabbit.

Em 1999 foram feitas campanhas para o desenho voltasse a ser transmitido, mas isso foi até 2002 onde o desenho voltou a ser transmitido e em 2003 Ligeirinho teve uma aparição em um filme da Warner onde ele mostrava seu estado politicamente incorreto.

O desenho fez tanto sucesso que foi até indicado ao Oscar, deixa saudades para quem era criança nos anos 80.

Andrea Rosa
 

voltar

Favoritos Página Inicial - Recomendar - Cadastre-se para receber a newsletter e participar de sorteios
© Este site 1997-2008 by Projeto Autobahn
Desde 1993, o ponto de encontro dos fãs dos anos 80