Media  |
Fale  |

Filmes
Amantes de Verão

Já que estamos em pleno verão, nada melhor do que comentar sobre um filme “quente” e polêmico da década de 80.

Trata-se de “Amantes de Verão”, dirigido pelo diretor Randal Kleiser, o mesmo dos maravilhosos “Grease – Nos Tempos da Brilhantina” e “A Lagoa Azul”.

Dessa vez o diretor ousou ao retratar um assunto considerado polêmico até mesmo nos dias de hoje, o relacionamento aberto, nos mostrando o quanto pode ser saudável, mesmo com os riscos e traumas que a situação possa trazer. Vou fazer um breve resumo do filme para uma melhor compreensão:

A história começa com o jovem casal Michael e Cathy (a belíssima Daryl Hannah, sendo na minha opinião a mais top das atrizes da época) chegando na paradisíaca ilha grega Santorini, onde irão passar um verão pra lá de romântico e inesquecível.

Percebe-se logo que o casal possui algumas divergências e que a relação está meio esgotada, até aí normal, pois eles se conhecem há 10 anos e tem cinco anos de relacionamento, mas mesmo assim se amam muito e tentam sempre inovar de alguma maneira.

 

FICHA

"Amantes de Verão"
Título original:
"Summer Lovers"
EUA, 1982, 98 minutos.

Peter Gallagher ... Michael Pappas
Daryl Hannah ... Cathy Featherstone
Valérie Quennessen ... Lina (as Valerie Quennessen)
Barbara Rush ... Jean Featherstone
Carole Cook ... Barbara Foster
Hans van Tongeren ... Jan Tolin
Lydia Lenossi ... Aspa
Vladimiros Kiriakidis ... Yorghos
Carlos Rodríguez Ramos ... Cosmo
Rika Dialina ... Monica
Andreas Filippides ... Andreas (as Andreas Filippidis)
Peter Pye ... Joe Saunders
Janis Benjamin ... Trish Saunders
Victor T. Salant ... John
Brigitte Perbandt ... Anna

Direção: Randal Kleiser
Produção: Joel Dean,Mike Moder
Música Original: Basil Poledouris
Cinematografia: Timothy Galfas
Edição: Robert Gordon
Casting by: Barbara Claman, Eleanor Ross
Design de Produção: Bruce Weintraub
Decoração: Ann Coleman
Efeitos Visuais: Jeffrey Kleiser, Andrea D'Amico

Estúdio: MGM
Distribuidora: MGM

Genêro: Romance/Drama/Comédia

Porém o inevitável acontece! Em um de seus passeios sozinho pela praia, Michael fica encantado e atraído pela sensual Lina, uma arquéologa francesa que mora na ilha e logo se envolvem, mas Lina deixa bem claro que não passa de uma aventura.

Como Michael tem o diálogo como base do relacionamento, acaba contando para sua namorada Cathy sobre seu envolvimento com Lina, que a principio fica chateada e até tenta dar o troco em Michael, mas não consegue. Então Cathy muda de estratégia, tenta entender a mente de Michael e procura conhecer Lina e o que essa bela mulher tem de tão fascinante...

Começam a marcar vários passeios a três, e surpreendentemente Cathy aceita que Lina mantenha relações com o casal, permitindo inclusive que ela venha a morar com eles durante esse período de férias.

Cathy passa a ter conflitos internos e algumas crises de ciúmes, mas descobre que está vivendo feliz com esse novo estilo de vida.

Óbvio que crises de convivência surgem entre os três, pois trata-se de uma nova pessoa vivendo ali, mas o amor que está gerando no trio consegue superar qualquer divergência.

Já que nem tudo que é bom dura para sempre, o verão está próximo do fim e Lina pretende cortar os laços para que ninguém fique machucado.. então uma série de acontecimentos nos é mostrada, com um final fascinante, fica aí a dica pra vocês assistirem...

A principal mensagem que esse filme nos deixa é deixar a mente aberta, pois por mais que estejamos em um mundo sólido e concreto, tudo pode mudar e estar prestes a desabar e aí nos cabe a maturidade de acatar o novo e o quanto vale a pena nos permitimos para sempre sermos felizes.

 

Desejo a todos um feliz 2011 repleto de realizações, experiências positivas e muita paz no coração sempre, além é claro de muuuuitas festas autobahnicas = )

 

CURIOSIDADES

- Infelizmente a atriz Valérie Quennessem (Lina) faleceu num acidente de carro em 1989 lá na França, ela estava com 31 anos de idade.

- As duas musas do filme, Cathy (Daryl Hannah) e Lina (Valérie Quennessem) nasceram no dia 03 de dezembro, assim como eu, achei interessante esse fato.

- Não podemos deixar de comentar a excelente trilha sonora, que apresentou pro mundo a banda Depeche Mode, com o hit “Just Can’t Get Enough”. Também na trilha temos Heaven 17, Michael Sembello, Elton John, Stephen Bishop, Prince, Tina Turner, Pointer Sisters e Chicago.

 

Carlos Simões